Mundo

Zelensky acusa Moscovo de recorrer ao “terror nuclear”

 © Imprensa da presidência da Ucrânia via Reuters O presidente da Ucrânia acusou Moscovo de recorrer ao “terror nuclear” e de “querer repetir” a catástrofe de Chernobyl, com o bombardeamento de uma central nuclear no centro do país.

A Ucrânia conta 15 reatores nucleares. Se ocorrer uma explosão, é o fim de tudo. O fim da Europa. É a evacuação da Europa“, advertiu.

Para o presidente ucraniano, “apenas uma ação europeia imediata pode travar as tropas russas. É preciso impedir a morte da Europa num desastre nuclear“.

Bombardeamentos russos levaram à deflagração de um incêndio nas instalações da maior central nuclear da Europa, em Zaporizhzhia. As autoridades ucranianas já garantiram que os seis reatores não foram afetados e que apenas um edifício e um laboratório do local foram afetados.

Lembrança de Chernobyl

A central de Chernobyl, local do pior desastre nuclear civil da história, em 1986, entretanto desativada, mas depósito de detritos nucleares, caiu nas mãos das tropas russas na semana passada.

A segurança nuclear da central está garantida, afirmaram as autoridades ucranianas, e a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), que citou o regulador ucraniano, indicou que os níveis de radioatividade no local mantêm-se inalterados.

Centenas de milhares de pessoas sofreram as consequências (de Chernobyl), dezenas de milhares foram retiradas. A Rússia quer repetir isso e já está a tentar“, afirmou Zelesnky.

Zelensky acusa Moscovo de recorrer ao “terror nuclear”
Acompanhe as últimas notícias e acontecimentos relevantes de cidades do Brasil e do mundo. Fique por dentro dos principais assuntos no Portal Voz do Sertão, aqui você vai ficar conectado com as notícias.

Deixe seu Comentário

Veja Mais Relacionadas

Nossos Produtos